dezembro 17, 2007

Onde o mundo vai parar?

Posted in Posts às 8:02 pm por Antonio

Olá, caro leitor.

Hoje, em mais uma interminável espera de 10 minutos pelo ônibus, aconteceram fatos bastante (ou o que temo, nem tão) peculiares.

O primeiro deles tratou-se de um garoto, lá pelos seus 11 ou 12 anos (não sou bom com essas coisas, não sou mulher) que sentou-se do meu lado. O fato que me chamou a atenção é que ele estava fumando! Você não imaginam a sensação estranha que dá ver uma criança fazendo algo assim. O interessante é que ele não parecia muito à vontade, digo, a expressão entre as tragadas não era de “nossa, como isso é bom, estou adorando”. Depois de um tempo, um cigarro novo que estava em sua outra mão caiu no chão, e ele o pegou e o colocou preso à orelha. Aposto que faz isso porque acha legal e quer se mostrar. Frase vó número 1: “Cadê os pais dessa criança?”. Embora ache que ele tem lá sua parcela de culpa (mesmo sendo uma criança), os pais com certeza são os culpados. Duvido que saibam que o garoto fuma, mas todo mundo sabe que um fumante é facilmente identificado pelo cheiro. Será que são ocupados demais? Tapados demais? Ou não estão nem aí?

Não bastasse isso, do outro lado da rua havia uns salões de cabelereiros (palavra engraçada e difícil de falar). Em frente a ele, havia um “travecão”, horrível (redundância). Vestido em um shorts or something, e um super top (claro, com a barriga à mostra), estava paradão (recuso-me a tratar essa coisa com palavras femininas) fumando, provavelmente esperando ser atendido. Meeeeuu, aquilo tinha peitos! Um negão daquela idade, com o corpo deformado, saindo vestido assim na rua é realmente um absurdo. Um senhor no ponto disse em bom tom: “Aquilo lá espanta a freguesia! Olha lá, eu não deixava”. Um viva aos velhinhos! Eles geralmente dizem as coisas sem pensar (desculpem-me, mas é a verdade). O que ele não sabe é que pedir àquilo para se retirar, pelos motivos óbvios, pode levá-lo preso sem direito à fiança. Está claro que espanta a freguesia. Na verdade, espanta até os pedestres! Muita gente estava atravessando a rua para não passar em frente ao local (a não ser em caso de extrema urgência, eu o faria também). O pior é que o coitado do dono do salão fica incapacitado de qualquer ação, e a ele só resta perder eventuais clientes.

Terminando, uma última coisa estranha aconteceu de manhã. Uma menina, chutaria 12 anos também (como disse, não sou bom nessas coisas), passou em frente a um local com homens sentados. Tudo bem que eles não fazem questão de disfaçar as cabeças acompanhando as mulheres e os olhares hentai, mas precisavam fazer com aquela criança? Será que eles dão esses olhares “a la pedreiro” (desculpem-me pedreiros, eu sei que vocês construíram minha casa e tudo mais…) às filhas deles também? Por Deus, era uma criança.

Não quero dar uma de herói criticando todo mundo, mas que tudo isso é um absurdo, “ô se é”. Finalizo então com a frase vó número 2: “Onde esse mundo vai parar?”.

Que Deus abençoe a todos.

Anúncios

2 Comentários »

  1. Bruno said,

    Provavelmente os “pedreiros” fizeram um Teste da Coca-Cola visual..

  2. Thaís said,

    Ahh é esse mundo avançado…
    mas como minha mãe diz, esses tipos de modernidade, é tudo lindo quando é na casa dos outros…
    Hoje em dias as crianças já não vivem mais a infancia.
    Todos criticam, mas no fim é bom um pouco de alguns valores como familia, que pra mim é o mais importante.
    😉


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: