dezembro 7, 2007

Crianças

Posted in Posts às 1:50 am por Antonio

Bebê

Olá, caro leitor.

Costumava comparar crianças a cachorros, e você deve concordar que parece bastante coerente. Pra começar, os adultos as obtêm como forma de preencher um vazio na vida, ou (tentar) tornar a vida mais feliz. Mas logicamente falando, veja bem, apesar de bebês e cachorros serem de espécies diferentes, eles são basicamente a mesma coisa: máquinas de destruição e de geração de dejetos. No entanto, tenho que admitir que mudei minha opinião. Há alguns dias atrás, tive a chance de receber alguns hóspedes em casa, e dentre eles estava um bebê, novinho, com menos de um ano. Eles ficaram em casa quase uma semana, e nesse tempo pude conviver intensamente com a criança e mudar radicalmente minha opinião.

Minha comparação foi totalmente injusta com os pobres dos cachorrinhos. Cachorros não choram! Crianças o fazem o tempo inteiro. Na verdade, essa é uma atividades principais que os bebês fazem entre o cocô e baba, que incluem também gritar e bater coisas. O legal é que tudo envolve barulho. Como uma coisinha pequena daquelas consegue produzir tantos decibéis? Um cachorro é muito mais silencioso.

Um outro ponto importante na comparação é o odor. Meu cachorro já comeu cocô, toma banho uma vez por mês, quando toma, rola no chão, fuça no lixo e faz várias outras coisas que a vigilância sanitária definitivamente não aprovaria. Mesmo assim, ele consegue ser de longe mais cheiroso que um bebê. Claro que dizem tanto do gostoso “cheirinho de neném”, mas quem inventou essa frase nunca deve ter chegado perto de um bebê com a fralda cheia. Se você nunca passou por essa experiência, você é uma pessoa de sorte, caro leitor. Em poucos minutos o odor se alastra e toma conta de todo recinto. A tarefa de trocá-la então deve ser épica. Mas com um cachorro as coisas são muito mais cômodas, basta uma pá, uma fonte d’água e um desinfetante e sem nenhum contato físico (ou olfativo) o problema estará resolvido em poucos minutos.

E nunca nenhum cachorro começar a chorar ao me ver pela primeira vez, e o bebê o fez. Quer humilhação maior?

Por fim, um cachorro pode ser facilmente (e eficientemente) educado por métodos que (infelizmente) podem ter levar preso se você usar em uma criança. Fica a cargo do leitor pensar em quais são esses métodos.

Claro que minha opinião deve mudar quando eu tiver um filho, dizem que sempre é assim. Mas até lá, mantenha as crianças longe de mim, traga-me os cachorros e deixe-me dormir.

Que Deus abençoe a todos.

Anúncios

2 Comentários »

  1. elisabetecunha said,

    VC fala isso porque ainda nao e papai……..
    vera como mudam as coisas na sua cabeca!
    elisabetecunha.wordpress.com

  2. said,

    hahahaaa. dificil dizer isso, neh? pode parecer até macabro…

    mas, ate q se tenha um filho [creio eu, tbm] devemos manter essa tal opinião^^

    belo texto!

    Que Deus o Abençoe


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: